Amazonas, Terra do folclore, fonte de vida 2004
20 toadas 506 votos 83,929 acessos



Sejam bem vindos
Os visitantes que vem nos trazer
O seu alô alô

Alô pra quem traz a esperança
De azul seus olhos vão brilhar
Sorriso de uma criança
Vai fazer você cantar
Alô a morena bonita
Alô pra quem vai chegar
Alô do boi Caprichoso
Campeão desse lugar

Boa noite dono da casa
Como vai como passou
Senhor dono da casa
Como vai como passou

Vim trazer boi Caprichoso
Pra dançar para o senhor
Vim trazer boi Caprichoso
Com alegria paz e amor

Trago meu boi Caprichoso
Pra brincar na São João
Meu touro negro é de raça
Verdadeiro campeão
Faz o contrário tremer
Meu boi é da tradição

O brilho ô brilho
O brilho ô brilho do sol
Não deixe os Andes chorar
Não deixe não quando os Andes choram
Vai ter cheia grande
Ai o povo vai penar
Maromba, maromba, maromba marombê
Maromba, maromba, maromba marombá
Mas eu te imploro

Piedade pro povo que mora na beira do rio
Boi Caprichoso exalta esse povo
Que passa grande privação
Mas se deus quiser
Quando a vazante chegar vou pra lá
E quero encontrar esse povo
Com cara de gente feliz!

Sou parintinense
Caboclo criado na beira do rio
Sou vaqueiro sou valente varonil
Defendo o azul e branco
Que vem na bandeira do Brasil

Eu sou filho da terra
Aqui minha vida encerra
Nesta paz na mata
Ninguém se mata
Ninguém faz guerra

Eis o boi Caprichoso
Bonito e formoso pra nos encantar
Junto com a marujada
Trazendo a toado pro povo cantar

Olha o índio guerreiro (bis)
Na dança da guerra com seus vaqueiros
Bravos cavaleiros, fiéis escudeiros
Do meu boi-bumbá

Meu boi-bumbá é tradição
E nasceu da cultura popular
Criação do Caboclo inteligente
Universo brilhante do lugar

Meu boi é boi,
É de raiz, amor amor, eu quero é bis
E a galera cantando e balançando
E o meu touro na arena eu sou feliz (bis)

GLOSSÁRIO INTERATIVO:

CABOCLO: do tupi cariboca, resultado da mestiçagem com do branco com o índio.
CAPRICHOSO: O Boi de Parintins, que defende as cores Azul e Branca. Seu símbolo é a estrela azul, a qual ostenta em sua testa. O Guardião da Floresta, do folclore parintinense, do imaginário caboclo e do lendário dos povos indígenas. Defensor e divulgador da arte do
CONTRÁRIO: Como é chamado o outro boi - Usado para não pronunciar o nome do rival do Boi Caprichoso
GALERA: Como são chamadas as torcidas dos bois no festival de Parintins


Toadas & Letras de 2004
Alquimia Azul Touro Negro II Coacy Beija Flor Boto sou eu Ibirapema Boieco da Baixa Remos e Tauás Boi Estrela II Mariwin Castanheiro do Amazonas Olhos de Fogo Raça Pura Amazonas Terra do Folclore, Fonte de Vida Boi Pipoca Imperatriz do Amazonas Rio Amazonas Cunhã Tupinambá Kuarup (O Tronco Sagrado) Dança das Tribos Pout-Pourri
OUÇA NOSSAS MÍDIAS
Deslize as imagens para os lados e toque/clique na mídia escolhida
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique
Clique

Baixar mídia

As toadas disponíveis são para divulgação cultural, audição pessoal e sem fins lucrativos. Não está permitida reprodução integral ou parcial das obras em quaisquer meios, sem prévio e expresso consentimento, seja da ACBBC* ou dos próprios compositores.

Festival 2018: 29 e 30 de junho, 01 de julho


ASSOCIAÇÃO CULTURAL BOI-BUMBÁ CAPRICHOSO

ORGULHOSAMENTE CABOCLOS DE PARINTINS, DO AMAZONAS, DO BRASIL

Parintins: Rua Silva Meireles, 1645 - Centro
69.151-280 +55(92) 3533-4676

ACBBC © Todos os direitos reservados - boicaprichoso.com